Perfil:
Sinval Lacerda


Arquivos:

Amigos (0)::

POSTS

Com a ajuda dos novos valores proporcionados pela Logosofia pude perceber que a evolu√ß√£o consciente deve ser realizada em todas as ordens da vida com a interven√ß√£o constante da consci√™ncia, para que possamos cumprir o divino plano designado pelo Criador, estabelecido nas Leis Universais. ‚ÄúQuem quiser chegar a ser o que n√£o √©, dever√° principiar por n√£o ser o que √©‚ÄĚ. Esse axioma logos√≥fico sintetiza as bases de uma evolu√ß√£o consciente e progressiva, porque n√£o devemos acomodar-nos logo ap√≥s as primeiras conquistas no plano evolutivo. O esfor√ßo deve ser constante para que possamos alcan√ßar novos estados superiores na escala ascendente da evolu√ß√£o, visando sempre ser melhor do que conseguimos ser, o que deve contribuir para o aprimoramento da nossa conduta. Quando come√ßamos a sentir e compreender o grande objetivo da vida passamos a dedicar mais tempo aos aspectos transcendentes, com o objetivo de superar-nos, evoluir e nos constituir em verdadeiros servidores da humanidade. Para isso, √© necess√°ria uma grande consagra√ß√£o e a cria√ß√£o inteligente de energias internas, capazes de ajudar-nos a vencer tudo quanto atente contra os nossos elevados prop√≥sitos de bem e contra a firmeza de nossas determina√ß√Ķes. Com a ajuda dos conhecimentos logos√≥ficos pude perceber que a edifica√ß√£o de uma nova vida requer a elimina√ß√£o de todos os elementos negativos de que √© constitu√≠da e da aquisi√ß√£o de virtudes que s√£o altamente edificantes e que contribuem para a cria√ß√£o de uma nova individualidade. Sinval Lacerda Para mais informa√ß√Ķes sobre a Logosofia e a Funda√ß√£o logos√≥fica: www.logosofia.og.br
26/06/2016 às 18:14

Com a ajuda dos novos valores proporcionados pela Logosofia pude perceber que a evolução consciente deve ser realizada em todas as ordens da vida com a intervenção constante da consciência, para que possamos cumprir o divino plano designado pelo Criador, estabelecido nas Leis Universais.  

“Quem quiser chegar a ser o que não é, deverá principiar por não ser o que é”. Esse axioma logosófico sintetiza as bases de uma evolução consciente e progressiva, porque não devemos acomodar-nos logo após as primeiras conquistas no plano evolutivo.

O esforço deve ser constante para que possamos alcançar novos estados superiores na escala ascendente da evolução, visando sempre ser melhor do que conseguimos ser, o que deve contribuir para o aprimoramento da nossa conduta.  

Quando começamos a sentir e compreender o grande objetivo da vida passamos a dedicar mais tempo aos aspectos transcendentes, com o objetivo de superar-nos, evoluir e nos constituir em verdadeiros servidores da humanidade. Para isso, é necessária uma grande consagração e a criação inteligente de energias internas, capazes de ajudar-nos a vencer tudo quanto atente contra os nossos elevados propósitos de bem e contra a firmeza de nossas determinações. 

Com a ajuda dos conhecimentos logosóficos pude perceber que a edificação de uma nova vida requer a eliminação de todos os elementos negativos de que é constituída e da aquisição de virtudes que são altamente edificantes e que contribuem para a criação de uma nova individualidade. 

Sinval Lacerda 

Para mais informações sobre a Logosofia e a Fundação logosófica: www.logosofia.og.br



Comentários



Com a ajuda dos novos valores proporcionados pela Logosofia pude perceber que a evolu√ß√£o consciente deve ser realizada em todas as ordens da vida com a interven√ß√£o constante da consci√™ncia, para que possamos cumprir o divino plano designado pelo Criador, estabelecido nas Leis Universais. ‚ÄúQuem quiser chegar a ser o que n√£o √©, dever√° principiar por n√£o ser o que √©‚ÄĚ. Esse axioma logos√≥fico sintetiza as bases de uma evolu√ß√£o consciente e progressiva, porque n√£o devemos acomodar-nos logo ap√≥s as primeiras conquistas no plano evolutivo. O esfor√ßo deve ser constante para que possamos alcan√ßar novos estados superiores na escala ascendente da evolu√ß√£o, visando sempre ser melhor do que conseguimos ser, o que deve contribuir para o aprimoramento da nossa conduta. Quando come√ßamos a sentir e compreender o grande objetivo da vida passamos a dedicar mais tempo aos aspectos transcendentes, com o objetivo de superar-nos, evoluir e nos constituir em verdadeiros servidores da humanidade. Para isso, √© necess√°ria uma grande consagra√ß√£o e a cria√ß√£o inteligente de energias internas, capazes de ajudar-nos a vencer tudo quanto atente contra os nossos elevados prop√≥sitos de bem e contra a firmeza de nossas determina√ß√Ķes. Com a ajuda dos conhecimentos logos√≥ficos pude perceber que a edifica√ß√£o de uma nova vida requer a elimina√ß√£o de todos os elementos negativos de que √© constitu√≠da e da aquisi√ß√£o de virtudes que s√£o altamente edificantes e que contribuem para a cria√ß√£o de uma nova individualidade. Sinval Lacerda Para mais informa√ß√Ķes sobre a Logosofia e a Funda√ß√£o logos√≥fica: www.logosofia.og.br
26/06/2016 às 18:11

  1.  


Comentários



A import√Ęncia da recorda√ß√£o da inf√Ęncia
20/06/2016 às 18:22

Estimulado pelo ensinamento logosófico que se refere à necessidade de recordar com gratidão a criança que um dia fomos, iniciei, há tempos, um trabalho escrito das vivências da minha infância que foram tão coloridamente vividas e que me proporcionaram muitos momentos de alegria e felicidade. 

Pude comprovar com a realização desse trabalho que a evocação das vivências da infância suaviza as agruras da vida.  Refletindo sobre essas recordações, pude sentir a manifestação da sensibilidade, o que contribuiu para tributar uma homenagem de meus sentimentos a essa criança que fui e que me proporcionou tantas alegrias. 

Sentindo a importância de reativar na recordação os resultados positivos das vivências e experiências das diversas fases da minha vida, tenho procurado recordar com frequência todos esses momentos com o objetivo de integrá-los na consciência, o que me tem proporcionado uma grande satisfação interna e uma agradável sensação de estar ampliando a minha vida. 

Em reconhecimento a todos os momentos felizes da minha vida, elevo meu pensamento ao Criador, fonte suprema de todos os bens, como homenagem de gratidão por todos esses bens que me foram concedidos e principalmente pela minha própria vida e pelos meios para superar-me  como ser humano e imortalizar a minha existência como ser espiritual.

Sinval Lacerda – www.logosofia.org.br



Comentários



Estimulado pelo ensinamento logos√≥fico que se refere √† necessidade de recordar com gratid√£o a crian√ßa que um dia fomos, iniciei, h√° tempos, um trabalho escrito das viv√™ncias da minha inf√Ęncia que foram t√£o coloridamente vividas e que me proporcionaram muitos momentos de alegria e felicidade. Pude comprovar com a realiza√ß√£o desse trabalho que a evoca√ß√£o das viv√™ncias da inf√Ęncia suaviza as agruras da vida. Refletindo sobre essas recorda√ß√Ķes, pude sentir a manifesta√ß√£o da sensibilidade, o que contribuiu para tributar uma homenagem de meus sentimentos a essa crian√ßa que fui e que me proporcionou tantas alegrias. Sentindo a import√Ęncia de reativar na recorda√ß√£o os resultados positivos das viv√™ncias e experi√™ncias das diversas fases da minha vida, tenho procurado recordar com frequ√™ncia todos esses momentos com o objetivo de integr√°-los na consci√™ncia, o que me tem proporcionado uma grande satisfa√ß√£o interna e uma agrad√°vel sensa√ß√£o de estar ampliando a minha vida. Em reconhecimento a todos os momentos felizes da minha vida, elevo meu pensamento ao Criador, fonte suprema de todos os bens, como homenagem de gratid√£o por todos esses bens que me foram concedidos e principalmente pela minha pr√≥pria vida e pelos meios para superar-me como ser humano e imortalizar a minha exist√™ncia como ser espiritual. Sinval Lacerda ‚Äď www.logosofia.org.br
20/06/2016 às 18:18

Estimulado pelo ensinamento logosófico que se refere à necessidade de recordar com gratidão a criança que um dia fomos, iniciei, há tempos, um trabalho escrito das vivências da minha infância que foram tão coloridamente vividas e que me proporcionaram muitos momentos de alegria e felicidade. 

Pude comprovar com a realização desse trabalho que a evocação das vivências da infância suaviza as agruras da vida. 

Refletindo sobre essas recordações, pude sentir a manifestação da sensibilidade, o que contribuiu para tributar uma homenagem de meus sentimentos a essa criança que fui e que me proporcionou tantas alegrias. 

Sentindo a importância de reativar na recordação os resultados positivos das vivências e experiências das diversas fases da minha vida, tenho procurado recordar com frequência todos esses momentos com o objetivo de integrá-los na consciência, o que me tem proporcionado uma grande satisfação interna e uma agradável sensação de estar ampliando a minha vida. 

Em reconhecimento a todos os momentos felizes da minha vida, elevo meu pensamento ao Criador, fonte suprema de todos os bens, como homenagem de gratidão por todos esses bens que me foram concedidos e principalmente pela minha própria vida e pelos meios para superar-me  como ser humano e imortalizar a minha existência como ser espiritual.

Sinval Lacerda – www.logosofia.org.br



Comentários



Estimulado pelo ensinamento logos√≥fico que se refere √† necessidade de recordar com gratid√£o a crian√ßa que um dia fomos, iniciei, h√° tempos, um trabalho escrito das viv√™ncias da minha inf√Ęncia que foram t√£o coloridamente vividas e que me proporcionaram muitos momentos de alegria e felicidade. Pude comprovar com a realiza√ß√£o desse trabalho que a evoca√ß√£o das viv√™ncias da inf√Ęncia suaviza as agruras da vida. Refletindo sobre essas recorda√ß√Ķes, pude sentir a manifesta√ß√£o da sensibilidade, o que contribuiu para tributar uma homenagem de meus sentimentos a essa crian√ßa que fui e que me proporcionou tantas alegrias. Sentindo a import√Ęncia de reativar na recorda√ß√£o os resultados positivos das viv√™ncias e experi√™ncias das diversas fases da minha vida, tenho procurado recordar com frequ√™ncia todos esses momentos com o objetivo de integr√°-los na consci√™ncia, o que me tem proporcionado uma grande satisfa√ß√£o interna e uma agrad√°vel sensa√ß√£o de estar ampliando a minha vida. Em reconhecimento a todos os momentos felizes da minha vida, elevo meu pensamento ao Criador, fonte suprema de todos os bens, como homenagem de gratid√£o por todos esses bens que me foram concedidos e principalmente pela minha pr√≥pria vida e pelos meios para superar-me como ser humano e imortalizar a minha exist√™ncia como ser espiritual. Sinval Lacerda ‚Äď www.logosofia.org.br
20/06/2016 às 18:15



Comentários



Estimulado pelo ensinamento logos√≥fico que se refere √† necessidade de recordar com gratid√£o a crian√ßa que um dia fomos, iniciei, h√° tempos, um trabalho escrito das viv√™ncias da minha inf√Ęncia que foram t√£o coloridamente vividas e que me proporcionaram muitos momentos de alegria e felicidade. Pude comprovar com a realiza√ß√£o desse trabalho que a evoca√ß√£o das viv√™ncias da inf√Ęncia suaviza as agruras da vida. Refletindo sobre essas recorda√ß√Ķes, pude sentir a manifesta√ß√£o da sensibilidade, o que contribuiu para tributar uma homenagem de meus sentimentos a essa crian√ßa que fui e que me proporcionou tantas alegrias. Sentindo a import√Ęncia de reativar na recorda√ß√£o os resultados positivos das viv√™ncias e experi√™ncias das diversas fases da minha vida, tenho procurado recordar com frequ√™ncia todos esses momentos com o objetivo de integr√°-los na consci√™ncia, o que me tem proporcionado uma grande satisfa√ß√£o interna e uma agrad√°vel sensa√ß√£o de estar ampliando a minha vida. Em reconhecimento a todos os momentos felizes da minha vida, elevo meu pensamento ao Criador, fonte suprema de todos os bens, como homenagem de gratid√£o por todos esses bens que me foram concedidos e principalmente pela minha pr√≥pria vida e pelos meios para superar-me como ser humano e imortalizar a minha exist√™ncia como ser espiritual. Sinval Lacerda ‚Äď www.logosofia.org.br
20/06/2016 às 18:15



Comentários



A impot√Ęncia da recorda√ß√£o da inf√Ęncia
06/06/2016 às 18:41

Estimulado pelo ensinamento logosófico que se refere à necessidade de recordar com gratidão a criança que um dia fomos, iniciei, há tempos, um trabalho escrito das vivências da minha infância que foram tão coloridamente vividas e que me proporcionaram muitos momentos de alegria e felicidade. 

Pude comprovar com a realização desse trabalho que a evocação das vivências da infância suaviza as agruras da vida. 

Refletindo sobre essas recordações, pude sentir a manifestação da sensibilidade, o que contribuiu para tributar uma homenagem de meus sentimentos a essa criança que fui e que me proporcionou tantas alegrias. 

Sentindo a importância de reativar na recordação os resultados positivos das vivências e experiências das diversas fases da minha vida, tenho procurado recordar com frequência todos esses momentos com o objetivo de integrá-los na consciência, o que me tem proporcionado uma grande satisfação interna e uma agradável sensação de estar ampliando a minha vida. 

Em reconhecimento a todos os momentos felizes da minha vida, elevo meu pensamento ao Criador, fonte suprema de todos os bens, como homenagem de gratidão por todos esses bens que me foram concedidos e principalmente pela minha própria vida e pelos meios para superar-me  como ser humano e imortalizar a minha existência como ser espiritual.

Sinval Lacerda – www.logosofia.org.br



Comentários